Remoção de ovários: consequências para as mulheres. Como a operação para remover os ovários afetará a saúde?

Saúde

Representantes do sexo fraco estão sujeitos avárias doenças do sistema reprodutivo. Pode ser distúrbios hormonais, vários tumores, processo adesivo na pelve pequena e outros. Muitas doenças têm complicações. Por exemplo, em algumas doenças, a remoção dos ovários e apêndices é indicada. As conseqüências de tal manipulação estão sempre lá. Tal operação não passa sem um traço.

remoção de ovários

Por que é necessário remover os ovários?

A operação para remover o ovário pode ser prescrita nos seguintes casos:

  1. Apoplexia do órgão e sangramento extenso.
  2. Processo tumoral, no qual a maior parte do ovário está envolvida.
  3. Neoplasias malignas que dependem de hormônios femininos.
  4. Remoção do útero durante a menopausa.
  5. Gravidez ectópica em desenvolvimento no ovário e outros.

Antes que o paciente chegue na sala de cirurgiatabela, todos os riscos devem ser avaliados. Se uma mulher está em idade reprodutiva e tem a chance de salvar parte do corpo, então é certo que a usará. Em outros casos, uma amputação completa de um ou ambos os órgãos é realizada.

consequências da remoção do ovário em mulheres

Remoção de ovários: consequências

Uma operação tão séria sempre tem consequências. Na maioria dos casos, ocorrem algumas semanas após a manipulação e permanecem por vários anos. As consequências da remoção do ovário em mulheres atingem o pico três meses após a operação. Considere quais são os chamados efeitos colaterais.

Infertilidade

A primeira coisa que você pode dizer é a impossibilidadeter filhos. Após a remoção dos ovários, a mulher revela-se infértil, porque é nestes órgãos que os óvulos crescem e se desenvolvem, o que subsequentemente fertiliza o espermatozóide, e a concepção ocorre.

Vale a pena notar: a remoção de um corpo, desde que o segundo está tudo em ordem, a mulher tem uma maior chance de engravidar e dar à luz a seu próprio filho.

Desequilíbrio hormonal

As consequências da remoção dos ovários em mulheres sãodistúrbios hormonais. Quando a dama é privada de ambos os órgãos, as mudanças cíclicas cessam em seu corpo. Em uma palavra, uma mulher tem um clímax.

Se esta condição vier naturalmente,então o corpo experimenta muito menos estresse, porque o desvanecimento dos ovários é gradual. No caso da operação, a mudança nos hormônios é drástica. Ainda ontem, o corpo sentiu mudanças totalmente cíclicas, que não estão mais presentes hoje.

laparoscopia de excisão ovariana

Depressão

A maioria das mulheres que sobreviveram à remoçãoovários, as consequências na forma de depressão são confirmadas. Este estado é explicado pelo estresse mais forte. Todo o significado da vida de uma mulher é em procriação, assim concebida pela natureza. Quando um representante do sexo fraco é privado desses órgãos, ela percebe que não precisa mais ser mãe. Talvez a mulher não tenha a intenção de dar à luz, mas a própria consciência da realidade é muito deprimente. O que pode ser dito sobre os jovens que ainda planejam engravidar?

Os "encantos" da menopausa

Então, a mulher foi removida dos ovários. As conseqüências dessa manipulação são expressas no fato de que a mulher precisa enfrentar todos os sintomas da menopausa.

Além do fato de que uma mulher cai em uma longadepressão, o trabalho de seu corpo é completamente reestruturado. A moça sente constantemente ondas de calor, aumento da transpiração, lança algo no calor, depois no frio. Além disso, a mulher experimenta dores de cabeça freqüentes, fadiga e fraqueza.

Além disso, a falta de hormônios afeta muito o estado geral do corpo. O corpo começa a envelhecer, a pele está coberta de rugas finas e flacidez lenta.

remoção de ovários e apêndices

Problemas com o coração e vasos sanguíneos

Se uma mulher é removida dos ovários,as conseqüências da cirurgia podem afetar o sistema cardiovascular. Primeiramente, os principais órgãos são afetados pela ação da anestesia, que foi usada durante a cirurgia.

Por causa do fracasso hormonal, uma mulher sente um batimento cardíaco intenso. Neste contexto, a pressão arterial pode aumentar.

Esfera sexual

Depois que o corpo deixou de receberele precisava de uma porção de hormônios, a condição dos órgãos genitais mudava dramaticamente. Uma mulher pode sentir-se seca e com coceira na vagina. Ela sente desconforto e dor durante a relação sexual. O sapinho também pode aparecer, já que a microflora depende em grande parte dos hormônios secretados pelos ovários.

Além de todos os itens acima, a senhora pode notar que ela tinha vontade freqüente de urinar. Além disso, algumas mulheres podem sentir incontinência urinária.

depois da remoção dos ovários

Estado geral

Após a remoção de ambos os ovários, a mulher fecha em si mesma. Torna-se mais difuso e lento. O que a moça poderia fazer em cinco minutos, agora ela faz por meia hora.

Além disso, uma mulher perdeu o desejo sexual e desenvolve muitos complexos. Muitas vezes, esses representantes do sexo fraco sofrem de insônia.

Por causa de um distúrbio metabólico, os ossos de uma mulhertornar-se muito frágil. Isso pode levar ao desenvolvimento de aterosclerose ou fraturas frequentes. Unhas e cabelos também são afetados negativamente. A linha do cabelo se torna mais frágil, sem graça e sem vida. As unhas começam a se romper e se separar.

A remoção dos ovários também afeta a condição dos dentes. As mulheres muitas vezes têm doença periodontal e outras doenças da gengiva. Os dentes tornam-se quebradiços e podem cair ou desmoronar.

O que pode ser feito para evitar todas as conseqüências da excisão ovariana?

Não pense que depois da amputação de mulheresa vida dos apêndices pára. O desenvolvimento da medicina e farmacologia não fica em um só lugar. Atualmente, existe uma massa de medicamentos para terapia de reposição hormonal. Só é necessário escolher o medicamento certo.

Após a operação, consulte um médico que irá realizar uma série de testes e prescrever o remédio necessário para você.

cirurgia ovariana

Conclusão

Se você receber uma operação, durante a quala remoção do ovário foi realizada, a laparoscopia, neste caso, é o método mais prioritário. Durante ela, o médico faz pequenas incisões na cavidade abdominal. Isso ajuda o paciente a se recuperar no menor tempo possível. Além disso, ao usar a laparoscopia, o risco de complicações do tratamento cirúrgico é reduzido.

Para evitar as conseqüências dissocirurgia, é necessário visitar o médico regularmente e realizar exames. Isso ajudará a identificar a doença nos estágios iniciais e excluirá a remoção dos ovários. Mantenha a saúde do sistema reprodutivo sob controle!